Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Miliuma

insónias | ideias | publicações

#84 o balanço anual

 

2016 vivi-o inteiro na mesma casa. Quem me conhece, sabe o quanto é importante para mim ter uma casa minha, no mesmo lugar, na mesma cidade, durante mais do que meia dúzia de meses. Em 2016 encontrei felicidade em tantos momentos. E chorei também baldes de lágrimas, às vezes misturadas com risos. Em 2016 o mundo revelou-se demasiado cruel, demasiadas pessoas inocentes morreram nas mãos de executores de ideais, de governos e de religiões. Por isso e por mais algumas pequenas coisas, não foi um ano absoluta e inequivocamente feliz. Contudo - e no geral egoísmo da casa, trabalho, amor e amigos - foi maravilhoso. Lancei este blog, estive no elenco de quatro projectos de ficção em televisão e de uma longa-metragem, estreei uma curta que co-protagonizo, viajei todo o ano com ela e terminei o ano a vencer o prémio de melhor atriz num festival de cinema em Marrocos. Criei um projecto que anunciarei amanhã e já tenho outro a ser desenvolvido. Estou em pré-produção para outro filme e tenho milium sonhos com a pujança certa de os realizar. Fui de lua-de-mel, festejei os meus trinta e um anos com mais de quarenta amigos. Tenho todos os meus comigo, vivos, de saúde. E isso, isso é tudo o que isto vale. Hoje já fiz um balanço pessoal, dos que guardo para mim. Faço alguns ao longo do ano, não é preciso o dia trinta e um de dezembro para despertar em mim a capacidade de auto-analisar os contornos do meu percurso. Façam o vosso e, com bondade, lutem sempre por mais e melhor. Portugal e o mundo podem tornar-se, connosco e com as nossas despertas consciências, muito muito melhores.

 

Feliz 2017!