Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Miliuma

insónias | ideias | publicações

#71 como fazer trinta e um anos

 

Não sei, simplesmente chega o dia e não há nada a fazer.

 

Conversava com o T. sobre como sentimos a passagem do tempo. Para ele, tudo parece há trinta anos atrás. A mim, tudo parece ante-ontem. Cheguei a Lisboa ante-ontem, com dezassete. Acabei o curso ante-ontem, em dois mil e oito. Fiz trinta e um anos ante-ontem, mas, em boa verdade, já foi há quase duas semanas. E assim corre, foge o tempo. E eu, que nada sei do meu futuro, não sei se algum dia voltarei a fazer uma festa, por todas as razões explicadas aqui. Sei, todavia, que ainda que tente, nunca voltará a ser igual a que este ano aconteceu.

 

Enquanto recebia o A. e ele me perguntava onde se devia sentar, olhei para o restaurante e vi quase quarenta pessoas bonitas de coração. Emocionada, disse-lhe para se sentar onde quisesse. Perguntou-me, surpreendido, se o restaurante inteiro era meu convidado. Eu disse que sim.

 

Obrigada "A Maria Não Deixa" pela simpatia, pela ajuda e pela forma como nos receberam em vossa casa.

Obrigada às trinta e oito pessoas que jantaram ao meu lado, no meu dia.

 

 

2 comentários

comentar publicação