Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MILIUMA

insónias | ideias | publicações

MILIUMA

#11 o gin miliuma e a primavera

 

Assim foi, no dia 23 de Março de 2016, no Gin Lovers | Embaixada, que eu presenteei os meus amigos com gins e amêndoas e fui presenteada por dezenas deles, ali, a apoiar-me com um sorriso e tantos elogios:

 

 

Foi como fazer anos, mas melhor.

 

 

A apresentação não foi mais do que uma explicação rápida sobre de que trata este blog. Entre mais de cinquenta pessoas, visitou-me o único que conhecia o meu primeiro e antiquíssimo blog, o João Tordo, que me perguntou porque estávamos a fazer uma festa passados tantos anos e se eu tinha mudado o nome ao dito cujo e, ainda, o político José Magalhães, que carinhosamente me ofereceu um livro da sua autoria, autografado e dedicado a mim. 

 

Para jantar, sobraram 30 e poucos resistentes, que juntei, em alguns casos, de forma imprevisível. Acabámos a noite com gargalhadas e, enquanto fechávamos a porta do edifício como últimos a sair, recebi frases como "para além de ter sido espectacular, ainda conheci gente tão, mas tão fixe. obrigada, helena".

 

Ainda estou a recuperar de tanta felicidade. Estas seis horas ficaram para a vida.

 

 

Deste dia, só coisas boas. Obrigada a todos que presentearam os meus quase trinta e um anos de vida e o meu primeiro projecto com tanta alegria - não sabia que eram (éramos) tantos; desde os amigos recentes aos que já conheço há mais de uma década, na noite de 23 de Março de 2016 senti-me em casa.

 

#miliumablog

 

 

#10 a primavera de 2016 e o começo do miliuma

 

Como prometido, chegou a Primavera que o novo acordo ortográfico teima em escrever com minúscula inicial. E com ela, o festejo.

 

No dia 1 de Março abri este adorado conjunto de zeros-e-uns e anunciei prontamente que celebraríamos mais lá para os dias quentes. Passa rápido. É já na quarta-feira. Celebremos a Primavera, as novas resoluções, a amizade e a capacidade de fazermos o que desejamos, sem pensar muito em quanto tempo durará nem qual o resultado final.

 

Não faço promessas, não é uma campanha eleitoral. A minha única quase-regra está no fundo da página do blog, escrita a branco por cima de um bloco de cor de cimento, que para quem tem dificuldade em deslizar os dedos no rato, eu copio após a imagem. 

 

Estão todos convidados a vir dar-me um abraço e a conhecer o Gin Lovers® na Embaixada, se é que ainda não conhecem. Atenção: não esperem nada para além de um bom convívio à moda antiga, com amigos, copo de Gin Miliuma na mão e converseta até à hora de jantar. Até lá.

 

 

Copyright © Miliuma 2016 All Rights Reserved

Ficarei muito grata com partilhas, desde que devidamente assinalada a sua origem com o link do post em questão. As opiniões vão mudando de tempos a tempos e nunca deixam de ser apenas opiniões - é favor as não levarem demasiado a sério. Finalmente, é importante salientar que apenas promovo produtos ou serviços nos quais acredito e os quais aprecio e usufruo, sendo que nenhum post sobre marcas, produtos, restaurantes ou outros serviços são necessariamente associados a ofertas e incluem-se as situações de falar positivamente sobre marcas com as quais nunca contactei e das quais adquiro produtos sem qualquer desconto ou benefício. Só assim considero que vale a pena! Obrigada.

 

 

#8 vícios para uma família feliz

 

Voltei definitivamente de São Paulo, instalei-me em Lisboa e liguei ao Tiago. E se fizéssemos alguma coisa os dois? Tu escreves, eu interpreto, já está. OK. Ainda bem, vou ligar a um amigo meu que de certeza que também vai gostar da ideia. O Eurico gostou da ideia. Ganhámos o concurso para ficar na sala 3 do Teatro Rápido, no Chiado. Entre o telefonema e a estreia passaram-se uns singelos dois meses.

 

Tivémos uma estreia fantástica aos olhos de todos, o que não costuma ser grande agoiro na prática teatral. Eu, arrasada por um drama pessoal que se me caíra no colo quatro minutos antes da entrada em cena, fiz a peça com a maior adrenalina de todo o mês. Usa isso, disse o Tiago. E diz-se muito, usa isso a teu favor. Hoje estou profundamente grata por esse infortúnio. Mudou todo o curso da minha história, para melhor. Usei isso para estreia e para a vida.

 

Dois anos depois, ainda à espera de sermos pagos pelo Teatro Rápido/Encena/Alexandre Gonçalves, decidimos investir outra vez o nosso tempo sem expectativa de retorno. No sábado em que gravámos "Vícios Para Uma Família Feliz" - o filme - senti a adrenalina fluir e arrepiar-me o pescoço, numa felicidade pura pelo que estávamos a fazer, num prazer genuíno em conhecer todas aquelas pessoas que quiseram amar este filme connosco. Foi um dia de amor. Acabámos a comer migas do pingo doce e a beber minis da bomba de gasolina mais próxima. 

 

Março de 2016, o filme é exportado e as lágrimas sobem. Sem ainda ter tido um dia para apresentá-lo à equipa, já recebi duas boas notícias: Short Film Corner do Festival de Cannes, Selecção Oficial do Madeira Film Festival.

 

Um dia perguntaram-me: e se não houvesse dinheiro no planeta e pudesses fazer qualquer coisa, o que farias ou o que serias?

Actriz.

 

imagem de cima © Alípio Padilha // imagem de baixo © Miguel Sales Lopes

 

 

 

 

 

#3 como escolher um nome de um blog

ou como chateei várias pessoas que tenho em altíssima conta e tive de parar antes que elas desistissem da nossa amizade.
 

 

Quando conto as minhas histórias, muitos me dizem: devias escrever isso! Ora, na tal epifania dos trinta + passagem do ano para 2016, decidi-me então a passar uma série de coisas para papel ou, neste caso, a web. Juntei uma data de amigos (jornalistas, escritores, bloggers, directores criativos, gestores de redes sociais, por aí fora) num grupo de facebook e comecei a pedir-lhe opiniões para nomes.

 

A R. disse logo canhoto por linhas tortas e confesso que foi o nome que quase aguentou até ao fim. Daí, muitos foram surgindo, com base no meu objectivo: escrever sobre uma boa quantidade de coisas, sobre o que me surgir, como uma conversa (quase) sincera com quem quer que seja que lhe interesse ler sobre a e coisas d'a canhoto.

 

Havia um problema, e agora vem a moral da história: nenhum dos nomes me convenciam porque não eram meus, eram os meus favoritos de sugestões dos outros, que me aturaram com cara desconfiada durante semanas, até ganhar coragem para dizer não é nada disto que eu quero.

 

Resolução do problema e capítulo final: reuni com o João Amaral, o designer. Pediu-me para descrever o conceito. Expliquei-lhe que desde criança sempre tive insónias e escrevia na minha cabeça textos enormes, com vírgulas e parágrafos. Posts sem saber o que eram posts. Que nessas mil e uma noites de insónias me surgiam mil e uma ideias e que o blog era, na verdade, sobre mil e uma coisas. Calei-me. Miliuma. Miliuma sou eu. (Porque não fazer miliuma publicações?)

 

 

#2 hashtag - feliz

Completei 30 anos este inverno, no fim de 2015 e foi um princípio diferente, incluiu um balanço de três décadas. Interiorizei novas premissas para os próximos 10 e metas para os próximos 3. E, mais uma vez, deixei os dias passarem, afinal, estávamos quase no Natal e eu estava a gravar uma novela a tempo inteiro. Foi como escrever uma lista a uma segunda-feira e só começar a implementá-la na quinta.

 

Não faz mal, diria o Z. O que importa é começar, realmente.

 

Assim, nas badaladas do ano novo de 2016, bebi o champanhe, comi as passas, dei beijinhos a cerca de 17 pessoas e pensei aos gritos “É agora, [inserir palavrão] !!!” Aqui estou. Numa nova década de vida a começar ciclos e a guardas as memórias em caixas. É fevereiro, está frio, vou calçar umas meias.

 

 © Maria Vasconcelos

 

#1 é carnaval, ninguém leva a mal!

Chegou a época do Carnaval, exclama o Facebook.

 

É meia-noite da noite das máscaras e eu estou em casa dos meus pais, na cama, rodeada dos gadgets a escrever o primeiro post do meu novo blog. Mili Uma não é o estreante, mas essa história não é a de hoje.

 

Hoje, ainda que ocultada pela folia, é a primeira publicação desta aventura. E isso deixa-me cheia de energia e feliz, como se tivesse todo um Carnaval em mim.

 

  Follow my blog with Bloglovin